quinta-feira, 2 de maio de 2013

Repasse de Pay Per View

 Alguns Cruzeirenses me questionam sobre uma alegação de que um determinado time da série "A" teria recebido um valor de repasse do pay per view em torno de 30 milhões de reais. Procurei pela internet sobre o assunto e, o que de mais didático e esclarecedor encontrei, o tomo como fonte e reproduzo parte aqui no meu blog. 
A minha teoria é que, se algum time faturou um valor tão alto, o Cruzeiro deveria ter faturado também, o que não aconteceu. Os valores de pay per view do Cruzeiro não alcançaram tal valor, e pela tabela abaixo, deveria ter recebido mais do que 30 milhões, pois na média do repasse, está acima do time alegado.
Publico o ranking de assinantes do pay per view.
O percentual da última coluna é o de repasse ao clube deduzidos os custos de produção e a parte correspondente a Globosat. A diferença percentual entre Flamengo e Corinthians é inferior a 1. Não sei qual a margem de erro da pesquisa, se é que há, mas creio que exista um empate técnico.
Com a conquista do Mundial de Clubes e a péssima fase flamenguista, pode ser que tenhamos uma alteração nas posições quando divulgado o ranking de 2013.
A pesquisa é realizada pelo Ibope e Datafolha. A porcentagem é uma média aritmética entre os dois resultados.
A fórmula e os critérios são:
Em consenso, Clube dos 13, os clubes e a Globosat, concluíram que essa seria a melhor forma de pesquisa. Os dados são por amostragem e não censitários.
Ibope e Datafolha fazem a pesquisa simultaneamente. O Ibope é sediado no Rio de Janeiro e o Datafolha em São Paulo.
A amostra é calculada a partir do número total de assinantes, com participação proporcional de cada estado. Os entrevistados são sorteados eletronicamente respeitando a proporção de assinantes por região. As entrevistas são feitas por telefone, com o titular da conta.
Os dados da coluna “% repasse” são estimativas.
O post aqui é bastante resumido. Para informações mais detalhadas:




Fonte:http://globoesporte.globo.com/sp/torcedor-corinthians/platb/2013/04/09/ranking-do-pay-per-view-flamengo-lidera-e-corinthians-vem-na-cola/

11 comentários:

  1. Por essa tabela dá pra se perceber que aquela diferença de cerca de 30 milhões entre os 2 clubes mineiros nas cotas de TV não foi por causa do bônus do Pay per View como disse o tal advogado atleticano.

    Mas o que não consegui entender foi o critério para essa "% de repasse". Por que o Atlético-MG tem uma porcentagem maior de assinantes que o Cruzeiro mas o Cruzeiro tem uma % maior do repasse?

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A amostra é calculada a partir do número total de assinantes, com participação proporcional de cada estado. Os entrevistados são sorteados eletronicamente respeitando a proporção de assinantes por região. As entrevistas são feitas por telefone, com o titular da conta.

      Excluir
  2. Isso eu entendi Anisio. O que não consegui entender é porque o Atlético-MG tá na frente nessa amostragem e o Cruzeiro tem um repasse maior que eles.
    Qual seria o critério para esse repasse? Acho que essa reportagem da Globo ficou meio incompleta, faltou explicar isso..mas também procurei na internet aqui e num achei nenhuma melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tássio, tive a mesma dificuldade em entender. Há duas colunas: na primeira, o ranking por número de assinantes; na segunda, por repasse. O Atl-MG está à frente apenas no nº de assinantes, mas antecede o Cruzeiro na porcentagem do repasse. Traduzindo: possuem mais assinantes mas recebem menos.
      Concorda, Anísio? Faz sentido, Tássio?

      Abraços

      Excluir
    2. Isso mesmo Daniel...exatamente essa minha dúvida. Qual o critério é usado pra esse repasse.

      Excluir
    3. Escrevi errado na outra resposta. Ao invés de "antecede", leia-se "precede".
      Pesquisei e não consegui encontrar o motivo dessa discrepância na relação "número de assinantes x % de repasse".
      Pelo que entendi ao ler o blog Teoria dos Jogos (http://globoesporte.globo.com/platb/teoria-dos-jogos/2012/09/27/o-ranking-do-pay-per-view-2012/), creio que seja levado em conta o valor de repasse e o número de assinantes no período anterior (pelo visto, anual). Para confirmar isso, teríamos que saber a porcentagem de repasse nos anos anteriores, e calcular a variação ao longo do período.
      Se eu tiver entendido corretamente, o Atl-MG deve passar o Cruzeiro no repasse (%); se o Palmeiras ficar mais de 1 ano na Série B, o Atl-MG pode se aproximar dele, também.

      Excluir
  3. Simples, o atleticano assina mas não paga a fatura!!!

    ResponderExcluir
  4. Excelente postagem Anísio! As vezes é bom colocar as coisas nos seus devidos lugares!

    ResponderExcluir
  5. Só não entendo como os clubes, exeto Flamengo e Corinthians, não se unem e acabam com a disparidade do dinheiro que é pago a eles em relação aos 2 citados. Por que não se unem e exigem da Rede Globo um pagamento igual para todos os GRANDES clubes do Brasil. Sera que é tão dificil convence-los que é POSSIVEL igualar, que se a Rede Globo não aceitar, NÃO tera como passar jogos na TV, se ela assinar apenas com Flamengo e Corinthians. Essa alegação de que eles POSSUEM maior torcida NÃO pode ser criterio, pois os torcedores desses times pagam caro para ver jogos contra os GRANDES times do Brasil, duvido que os torcedores de Flamengo e Corinthians assinariam PPP se esses clubes jogassem apenas contra times como Bangu e Catanduvense. Fora isso, outra coisa que não entendo é como não exigem que passe na TV aberta a mesma quantidade de jogos para todo BRASIL de todos os times. Um ABSURDO que os dirigentes dos clubes não enchergam o quanto é prejudicial não passar os jogos de seus times na TV ABERTA. Ate os jogos de times de Belo Horizonte só passam pra propria cidade se for contra times do eixo, depois ficam chorando porque NÃO conseguem contratos de publicidade tão bons nas camisas quanto os times do EIXO. Claro, quem vai pagar caro e patrocinar time que raramente passa na TV?

    É por essas e outras que Minas Gerais possui mais torcedores de times do EIXO que torcedores de times mineiros. E a desculpa dos dirigentes mineiros é sempre a mesma, "... É ASSIM MESMO, A GENTE NÃO PODE FAZER NADA", e como bons CORDEIRINHOS da GLOBO assinam sem pestanejar.

    Nas Copas do Mundo, TODOS AS SELEÇÔES recebem a mesma quantia para direitos de transmissão. Indiferente se é Brasil ou Irã.

    ABRE O OLHO CRUZEIRO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com você, mas sou uma voz clamando no deserto!

      Excluir
  6. Onde se le PPP, entenda Pay-per-view.

    ResponderExcluir