quarta-feira, 30 de julho de 2014

Torcida bipolar


Cecília Meireles
Ou Isto ou Aquilo

Ou se tem chuva e não se tem sol
ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,
ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,
quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa
estar ao mesmo tempo em dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,
ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo...
e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo,
se saio correndo ou fico tranqüilo.

Mas não consegui entender ainda
qual é melhor: se é isto ou aquilo.

        Quando era garoto e estava sendo alfabetizado, estudava em livros diversos, como "As mais belas estórias" e também "As mais belas poesias". Uma poesia da qual nunca me esqueço, é a que transcrevi acima, de Cecília Meireles. Ela sempre me vem à cabeça quando estou em dúvida sobre qualquer assunto.
         Atualmente, o assunto que mais tem levantado dúvidas entre os torcedores do Cruzeiro é o que reza sobre a convocação de jogadores Cruzeirenses para a Seleção Brasileira. A grande maioria agora é contra a convocação, sendo que há menos de trinta dias a grande lamentação era a de que, na Seleção Brasileira que disputou a Copa do Mundo, não havia nenhum jogador celeste.
         Eu, particularmente, fiquei muito frustrado em não ter uma seleção para torcer durante a Copa do Mundo. Para a do Brasil é que não torceria mesmo, pois aquele ajuntamento de jogadores não me representava e muito menos representava o meu Brasil.
         Para mim, a Seleção tem que representar o futebol brasileiro e não times estrangeiros. Tem que ser uma seleção que conte com o que há de melhor em nosso país. Logicamente, alguns destaques excepcionais jogando no exterior devem ser convocados.
         Quando era menino, e lia Cecília Meireles ou Henriqueta Lisboa, os melhores jogadores em ação no país eram os que representavam a nação com as chuteiras. Era comum ver seleções que tinham a defesa de um time, o meio campo do outro e o ataque de um terceiro. Lembro-me que a maior seleção de todos os tempos, a de 1970, tinha três jogadores do Cruzeiro. A escalação base era: o goleiro do Fluminense, lateral direito do Santos, um beque do Cruzeiro e outro do Vasco e o lateral esquerdo do Grêmio. O meio de campo era composto de um jogador do Santos e outro do Botafogo. Já o ataque era fenomenal com um jogador do Botafogo, um do Santos, mais um do Cruzeiro e um do Corinthians. Como pode-se notar, todos os times grandes tinham um representante no escrete nacional. Era muito legal torcer para a seleção que tinha os jogadores de sua cidade e principalmente de seu time. Era um tempo em que havia mais amor à camisa, tanto do clube quanto da Seleção Brasileira. Aliás, já escrevi neste blog sobre como eram as coisas quando eu era adolescente:
http://anisiociscotto.blogspot.com.br/2014/04/no-meu-tempo-era-assim.html


         Nestes dias a cotação do time do Cruzeiro e seus jogadores subiu demais. Nada mais lógico que, treinador novo querendo fazer coisas novas, prestigie o time que tem enchido os olhos dos especialistas do futebol. Convoque do goleiro ao ponta esquerda de tal time.
         Muitos são contra, achando que, o fato de convocar o jogador do Cruzeiro vai nos enfraquecer. A memória curta e seletiva de alguns já deletou que muitos pontos que fizemos, neste campeonato de 2014, conseguimos usando um time reserva pois, o nosso titular estava sendo poupado para os jogos da Libertadores. Temos banco e precisamos valorizar nosso elenco com repetidas convocações. Como seria bom se, a exemplo do Bayern de Munique, nosso time fosse a base da seleção de Dunga! Se isso acontecer, que se pare o campeonato nas datas FIFA, assim como acontece nos campeonatos europeus.
         Entendo o receio de muitos torcedores que não tiveram a oportunidade de viver a experiência de ter a seleção formada por jogadores que atuam no futebol brasileiro. Afinal, acho que a última seleção que teve a maioria dos jogadores atuando aqui, foi a de 1994 nos Estados Unidos.
         Acho que é hora de voltarmos a aquele simpático costume de prestigiar os clubes daqui. Afinal, a nossa torcida é quem instigou cantando: Não é mole não! O Cruzeiro é melhor que a Seleção!

7 comentários:

  1. Nesse momento jamais. Imagina perder um ER ou um Goulart em um momento desses pra disputar amistoso que não vale nada? Avise nossa diretoria que a torcida é contra a liberação de nossos jogadores pois isso pode comprometer nosso tetra. Não libera Cruzeiro, não libera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A torcida é contra? Quem disse?

      Excluir
    2. Sim Anísio. Eu tenho perfis muito ativos no twitter dedicado a torcida do Cruzeiro e posso dizer que a torcida tem um medo danando de perder esses dois jogadores nesse momento. Nada é mais importante que nosso tetra. Quando o assunto é Goular, é pior ainda. Nós já provamos que não temos substituto para o Goulart e que o meio de campo não funciona sem ele. Mas fica a sugestão para você fazer uma pesquisa em seu blog pra ver quantos são a favor e quantos são contra a perder jogadores nesse momento. Abraço.

      Excluir
  2. "Se isso acontecer, que se pare o campeonato nas datas FIFA, assim como acontece nos campeonatos europeus."

    Será que fariam isto? Será que o Cruzeiro teria "poder de fogo" para solicitar e ser atendido pela CBF?

    Lembro bem de 1998 em que nosso goleiro não pode participar de um jogo decisivo para ser 3° reserva daquela seleção.

    Claro que queria o reconhecimento dos jogadores através de convocações, mas já tem algum tempo que a seleção não convoca por critérios técnicos mas sim por critérios de marketing e devido a quem empresaria o jogador....

    ResponderExcluir
  3. Anísio, é sério que o Cruzeiro vai renovar o patrocínio com o BMG? Nossa que pesadelo isso. Cruzeiro em uma crescente tão boa, pensando grande em vários aspectos, mas no quesito patrocínio e fornecimento de camisa ainda pensamos pequeno. E esse banco que não se tocar? Será que a diretoria do BMG sabe o nível de rejeição que eles tem com a torcida Cruzeirense? O Cruzeiro perde venda de camisas principalmente por causa daquele BMG de todo o tamanho estampado nela. Tá pra nascer o dia que veremos um patrocínio descente no Cruzeiro e nossa camisa sendo produzida por uma Adidas ou Nike.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo em grande parte com você. Infelizmente não tenho acesso a tais assuntos. Meu trabalho é reativo, assim sendo, só me resta orientar e reclamar.

      Excluir